quinta-feira, março 31, 2005

the voice of reason on the P.A.

E eu tenho um fotolog novo, sobre bandas supimpas: On the Rockz
Breathe, ever so soft

Leave it Alone (by nofx)

Breathe ever so soft
We wouldn’t wanna break the eggs as we walk
Never alone, cautious, afraid
I hear the voice of reason on the p.a.

Leave it alone, follow the grain
We couldn’t stop the irresistible force
Leave it the same, change with the winds
Bringing in the sheaves, bringing in the old
Leave it alone

Da na na na na na na

Breath, ever so slight
We couldn’t take away your God given right

Leave it alone, heel and stay
Roll over and shake and beg for the bone
Leave it alone

Da na na na na na na

terça-feira, março 29, 2005

Puke on cops


Amanheceu... Tenho que repor aula na panamericana as duas... Tenho prova de Av. Psicológica à noite e ainda não estudei tudo... e até agora nada de dormir... Desde a porra do sábado meu sono tá uma merda... Num é trauma, num é medo, num é raiva... Simplesmente não consigo dormir direito desde que saí daquela porra daquela cela... Viva! Acho que eu só vou voltar a dormir direito depois que a porra do oficial de justiça aparecer... Eu já disse que odeio o sistema? É a frase mais batida do mundo, e eu tento evitá-la por anos a fio... Pois bem, finalmente: Eu odeio o sistema! Eu odeio a policia! Eu odeio o estado! Eu odeio o governo! Eu tenho muitos planos ainda para garrafas, gasolina e pedaços de pano... Obrigado nobre corporação por reviver dentro de mim a revolta... Agora só falta reviver a ação direta e o anarco-terrorismo... E isso é rápido...
Ok, delírios semi-sonambulos...

Kustapassaaessedrmobral

Quantas pessoas sem ter o que comer?
Enquanto os políticos desfrutam do poder
Quantas pessoas vivendo em miséria?
Enquanto os políticos colecionam terras.
Políticos Exploradores!!!
(...)
Custa Passar!!
Essa Disgraça!
Se não melhorar
O bicho vai pegar!
Custa Passar! Essa Disgraça! Custa passar! Passa Montanha
(...)
Destruição, alienação, competição, desunião.
Não vou julgar, nem condenar, não vou rezar nem me ajoelhar
(...)
Gasolina! Garrafa! Pedaço de Pano!
A arma do povo contra o Estado
É o próprio povo
Um novo homem, uma nova sociedade
Baseada na liberdade.
Estão nos matando
Porque não matá-los?
Estamos apenas nos defendendo.

Extinção de classes
Apenas igualdade
É isso que estamos
Que estamos querendo

Marvel(ous)

Bom, como a vida não é composta só de desgraças vai aqui uma dica maior legal pra quem gosta de personagens da marvel: Wallpapers fodas!

domingo, março 27, 2005

Livre...


Já foi preso? Preso, não enquadrado, tapa na cara, bronca de gambé ou graninha do café e da coxinha (que eles vão tomar de graça de qualquer forma)... Preso do tipo cadeia, grades, companheiros de cela e tudo mais? Pois saiba com antecedência que não tem nada de glamuroso, divertido ou especial nisso... Muito pelo contrário... É chato... E o tempo não passa... Mesmo... É solitário, é frio e é pessimista... É esclarecedor também, mas não vale nenhum insight nesse mundo, principalmente quando você não sabe o que vai ser de você... Quando você descobre que um dos seus companheiros de cela está extremamente doente, e toma soro improvisado numa cela fétida, imunda, cheia de mijo espalhado pelo chão enquanto precisa de atendimento médico... Quando você fica sabendo que a polícia rouba as coisas que os parentes levam para os presos, que eles tem que pagar dez reais por dois maços de hollywood pros mesmos malditos policiais... Quando você descobre que todo mundo é zoado pelo carcereiro, tem uma luz idiota acesa na sua cara 24 horas por dia, e não consegue dormir mais de 30 minutos por vez... Não é nada legal... Não é legal ser preso por merda nenhuma, por estar no lugar errado na hora errada... Bom, vamos à história, não?

Sabadão à noite, minha filha tá com gripe, então não vou expô-la ao frio num domingo de manhã, obviamente... Não preciso acordar cedo no domingo, show do rock rocket no sábado então...

Maior rolê, estava sem um puto por causa da viagem e o noel não tinha como me colocar na lista, entao fui até a casa do meu pai buscar um dinheiro pra entrar no show... Primeiro resgata o Almir, depois busca dinheiro com meu pai, depois pega a Veri, a Fabi e o Igor e finalmente ruma pro juke joint... Pois bem, até aí, ótimo, barzinho na Frei caneca, maior galera, diversão total, tudo mil maravilhas... Acabamos rumando prum bar na Paim, ideia da Marie... Porta do show, volta pro bar, Rully parte pro show, mesa com as meninas, altas diversões... Sair fora pro show... A Veri e a Fabi foram na frente, hora que eu saio, bem ao lado da porta dois malditos policiais mandam eu por a mão na parede e comçam a revista... O que você tá fazendo aqui? Tem entorpecente? bla bla bla... De repente tiram um pouquinho de maconha do meu bolso... "É, da para fazer um fino com isso aqui..."... Eu explico que não era nem meu, que era maior quantia ínfima, que pelamor de deus, convenhamos, não? Nada, querem saber onde eu comprei... "Porra! eu não comprei, não sei de porra nenhuma, tava no meu carro, voltei de viagem, alguem derrubou no carro, eu pus no bolso por que eu tenho família e as pessoas usam o carro também"... Mas nada, se eu não falo quem vendeu é cadeia... Então que seja, pq ninguem me vendeu... Aí altas encheções de saco, estranhamente queriam que eu "confessasse" que eu comprei essa merda no bar que eu estava e que se eu confirmasse isso até o caminho até a viatura eu estava liberado... Eu obviamente não disse que tinha comprado lá, afinal de contas, simplesmente não tinha... Nisso eu estava com 3 celulares no meu bolso... Simplesmente pq eu estava carregando o da Rully para ela e a Fabi tinha esquecido o dela na mesa e ainda por cima tinha o meu... Pronto... Ladrão de celular! "Se vc não é ladrão de celular então liga pros dois do seu" Liguei, pronto, cala a boca gambé escroto... O caralho, viatura, frente da Paim e muitos coxinhas enchendo o saco pra confessar o que não tinha como confessar... Nisso, a viatura bem na frente daquele "condominio" da rua Paim onde só tem tráfico e prostituição o idiota aqui manda os coxinhas entrarem lá e rem atrás de criminoso de verdade... Enquanto isso a Marie brigava com os "polícia", desde uns 5 minutos depois do enquadro... O tempo fechou... Acabei peitando demais os semi-alfabetizados fardados, a galera já tinha se juntado, Noel, Veri, Luis, Marie, etc., e agora é cadeia... Me enfiaram no camburão e DP.

A Fabi chegou na DP logo depois de mim, mas não tinha mais muito o que fazer... Cela vagabundo... Cela fedida, escrota... Tratei de fazer amizade com o pessoal... Isso depois de ouvir merda do carereiro e quase ser jogado pelado dentro da cela... O pessoal era gente fina... Fiz mais amizade com um cara de uns 30 anos, réu primáro que tinha roubado um celular... Me deu vários cigarros, o que vale ouro na delegacia, trocamos altas ideias, foi legal... Mas o tempo não passava... Eu não sabia o que estava acontecendo lá fora, se ia ter alguém me esperando, se alguém sequer se importava... Deita no chão sujo e frio... E duro... Muito duro... O tempo... não... passa... Fuma, fica assustado, fica com raiva... Horas e mais horas... De repente aparece um delegado: "Então você estava indo ver um show dos inocentes?" "Não, duma banda de uns amigos...". O delegado vai embora... Amanhece (na minha concepção, afinal não tem janela, mal o ar consegue circular)... As horas vão passando...

O ódio toma conta, a vontade de começar a gritar impropérios contra a dignissima corporação aumenta... Assim como o medo...

Mais horas passam, levanta, anda pra lá e pra cá... O Amigo acorda, oferece mais um cigarro... O carcereiro vem encher o saco dizendo que eu estou fumando maconha na cela... Tá bom então... Será que tem alguém lá fora... Será que ainda é como no tempo dos punks e tem um monte de gente se mobilizando lá fora pra lutar contra injustiça da justiça? Quem sabe?

Horas passam... Parece que já passaram mais de 10 horas... E nada... Ninguém me cont nada... Ouço vozes bem ao fundo... Não consigo reconhecer... Uma impressora matricial começa a imprimir algo... É agora, é só eu assinar e eu saio... Mas a impressora não para de imprimir mais... Nunca mais, não deve ser comigo... Será que os coxinhas ainda lembram de mim aqui nessa porra de buraco fedido? Será que eles sabem ler? Será que eu vou sair daqui? Devia ter ligado pra alguém... Merda... Não devia ter dito pro Noel desencanar de chamar o irmão advogado dele... Merda!

Passos... Sempre ouço passos, olho em direção ao lado de fora a cela, mas nunca vejo o dono deles... Nunca é alguém vindo até a cela... Mija na garrafa de novo... Nojo das roupas, do próprio corpo sendo impregnado por aquele cheiro de prisão...

Tenta dormir...

Tenta dormir...

Tenta dormir...

Tenta dormir...

Fecha o olho... O amigo acorda de novo... Cigarro... Raiva... Anda...

Abrem a porta... Saio com ódio, querendo passar por cima de todo policial que eu ver lá dentro... Cheio de um virtuosismo idiota... Oh, o pobre injustiçado terá sua vingança... Assina o papel seu trouxa... São umas 20 vias... Só consigo olhar pra Fabi com alívio... Alguém não me esqueceu... A Rully também está lá... Entro no carro ainda meio paralizado... A vida aqui fora é meio surreal... Tento sentir aquela valorização da liberdade, tão comum aqueles que quase alguma coisa... Nada... Só medo, raiva, ódio, impotência... Mais uma vez a Fabi tinha encarado uma batata quente pra me ajudar... Mais uma vez eu não consigo sentir o mínimo comprometimento com nada na Rully... Ah, tava indo embora pq estava com frio... Ficou no show por que a fabi falou que eu estava preso mas tudo bem... Porra, eu tava preso... Essas coisas tem me feito questionar tudo ha um bom tempo... É meio complicado e nem é assunto pro blog, mas tipo que as vezes transborda essa sensação de "afinal, pra que?"... Mas deixa pra mim, não pra você... A questão toda é que eu me sinto muito lixão vendo todas as vezes que a Fabi se presta a dar umas forças que ela não tem a mínima obrigação de dar... Acho que é uma questão de sensibilidade pra saber quando as pessoas realmente precisam que não é todo mundo que tem... Eu por exemplo não tenho, mais ainda assim consigo ter um mínimo de empatia pra perceber nos momento cruciais ou ao menos importantes... Muita gente não tem nem isso... A Fabi tem de sobra... eu fico meio fascinado com tudo isso... Como algumas pessoas podem ser tão legais quando a gente simplesmente nem mereçe... E muita gente foi foda, cada um à sua maneira... E eu agradeço todo mundo do fundo do meu coração...

E torno público:

Minha experiência com a polícia até hoje, passando da vida de punk, pela de junkie até a de pessoa de bem se resume aos seguintes fatos:

1-) Policiais roubam... Já me roubaram farinha quando eu tinha esse hábito idiota, roubaram dinheiro do Diego, e o zipppo dele...
2-) Policiais abusam do poder, metem tapa na sua cara, te humilham, apontam armas para sua cabeça (o que é proíbido) e ameaçam te matar.
3-) Policiais frequentemente tem acertos com traficantes, fazendo vista cega muitas vezes para pontos de tráfico fixos e no meio da rua, enquanto a população denuncia o tráfico e fica a ver navios. Esses mesmos policiais preferem esperar do lado de fora da bocada e roubar as drogas dos usuários ao invéz de cumprir sua função e enfrentar criminosos de verdade.
4-) Policiais tem medo de enfrentar traficantes e odeiam ter isso esfregado em suas caras.
5-) Policiais não respeitam o cidadão e o tratam como culpado mesmo que se prove o contrário.
6-) Policiais são sádicos e sentem prazer em se achar acima da lei ou do bem e do mal. Atiram em garotos no rosto dentro da delegacia e saem impunes (se duvidam eu apresento)
7- POLICIAIS SÃO UM BANDO DE FILHOS DUMAS PUTAS E A CADA UM QUE É EXECUTADO SUMÁRIAMENTE EU FAÇO UMA PEQUENA FESTA INTERIOR, SEJA ELES SEU PAI, SUA MÃE OU SUA TIA...

One Dead Cop (by Leftover Crack)

Power Abuse
authority misuse
they kill and rape
and it won't be on the news
but you're the good one
with a badge and a gun
braggin' how you blasted shots of 41

POLICIA! Line up on the wall!
POLICIA! Beat it out of them
POLICIA! Kill and lie some more!
POLICIA! Conspiracy to cage the poor!

One dead cop
no more doughnut shops
more dead cops
might make the hurting stop

Kill Cops!!!!

sábado, março 26, 2005

Blah Blah Blah






De volta de viagem... Fomos para a casa de campo do Almir, num lugar que eu nem lembro o nome... Teve coisas impagaveis, do tipo errar o caminho e ir parar em interlagos, fazer rally na estradinha de terra ensopada que dava na casa do Almir, dormir em redes no maior frio por preguiça de ir pra cama, jogar dominó (eu descobri que sou o melhor jogador de dominó que ja pisou no planeta), mergulhar na piscina gelada de madrugada e quase pegar pneumonia, Ajudar os hippies (o Igor e o Caluã) a invadir propriedades alheias para caçar cogumelo em merda de vaca, subir uma montanha a pé, tomar chá gelado no restaurante à beira da represa enquanto os bêbados tomam sangria, piscina ainda mais gelada à tarde, ver o Caluã ter disinteria por ter comido os cogumelos que ele achou... E dar muitas, mas muitas risadas... Errar o caminho de volta e só perceber que estamos no caminho errado da Dutra depois de andar 200 kms em direção ao Rio de Janeiro foi o ponto alto, sem dúvida... Ok, agora o corpo tá mastigado e eu estou mais que cansado... Oh, well...

terça-feira, março 22, 2005

Shoegazer...


As vezes eu acho que eu não nasci pra ter blog... Hoje é um dia em que eu não tenho a mínima idéia do que dizer... Acho que é o stress dessa vida corrida, hehehehe... Bom, ontem eu fui no show do Laboratório SP e foi muito bom... Tudo bem que começou tarde pra caralho (2 da manhã numa segunda feira é tarde, não?), ainda assim foi um show fodido! Abriram com In The City do The Jam, o que faz de qualquer show um show do caralho...
De qualquer forma, não ta dando muito tempo pra nada esses dias... Odeio quando o tempo é menor do que eu preciso... Quero descansaaaaaaaaar!


In The City (by the jam)

In the city there’s a thousand things I want to say to you
But whenever I approach you, you make me look a fool
I wanna say, I wanna tell you
About the young ideas
But you turn them into fears
In the city there’s a thousand faces all shining bright
And those golden faces are under 25
They wanna say, they gonna tell ya
About the young idea
You better listen now you’ve said your bit-a

And I know what you’re thinking
You still think I am crap
But you’d better listen man
Because the kids know where it’s at

In the city there’s a thousand men in uniforms
And I’ve heard they now have the right to kill a man
We wanna say, we gonna tell ya
About the young idea
And if it don’t work, at least we said we’ve tried

In the city, in the city
In the city there’s a thousand things I want to say to you

sábado, março 19, 2005

Give 'em the boot

3 semanas sem beber! (ok, excluindo a cerveja de segunda passada)

Postei mais pra colocar essa foto cabulosa:


Então, começaram as aulas na Panamericana hoje... Maior legal... Tipo que gostei de tudo... Uhm, é bem diferente de psicologia que acaba sendo encarada mais como uma obrigação (chata)... Mas é tipo que parte da vida... Obrigação/diversão... Nunca se cruzam, não adianta... Se bem que eu me vejo muito mais trabalhando como designer que como psicólogo num futuro proximo... Mas, uhm, melhor deixar essa discussão pra depois pq eu tou meio que com uma raivinha estranha de psicologia, então não seria justo falar dela agora... Bom, é isso... Mais um post desnecessário...

Those Anarcho Punks Are Mysterious... (by against me!)

We're all presidents,
We're all congressmen,
We're all cops
In waiting.
We're the workers of the world.
There is the elite and the dispossessed
And it's only about survival,
Who has skill to play the game
For all it's worth,
Reaching out for a scary kind of perfection.
Let's try to keep
As much emotion out of this
As possible.
Let's try not to remember any names.
We'll do it for our country,
For our people,
For a moral vision.
United, we'll make them remember
Our history,
Or how we like to be told...
How we like to be told,
And we rock,
Because it's us against them.
We found our own reasons to sing,
And it's so much less confusing
When lines are drawn like that,
When people are either consumers or revolutionaries,
Enemies or friends hanging on the fringes
Of the cogs in the system.
It's just about knowing where everyone stands.
All of a sudden,
People start talking about guns,
Talking like they're going to war
'Cause they found something to die for.
Start taking back what they stole;
Sure beats every other option,
But does it make a difference how we get it?
Well, do you really fucking get it?

quinta-feira, março 17, 2005

Latest News


- ...e nas últimas notícias: O Diego finalmente enlouqueceu de vez. Boa noite!

Pintas

Juliana vendo as pintas das minhas costas:

- 'Cê é pintudo hein?
- Ah, brigado!

Surto consumista!

Essas são minhas ultimas aquisições:

The clash - Capa do primeiro disco que é fodão!

Radio Birdman - Capa do Radio's Apear que é fodão!

Dead Boys - Fotinha, que é fodona!

George Bush - Que é um fodido do caralho!


Sonic Youth - Capa do Goo que é fodão!

Beatles

Montando uma banda de versões garageiras de musicas dos Beatles... Por enquanto sou eu e o Almir do Laboratório SP... Precisamos de baterista e guitarrista que toquem bem! E logo... Alguém faz o favor de se habilitar...

E Diego, seu FILHODUMAPUTA foi um puta dum trânsito pra chegar na porra da padari pra descobrir que você não tava lá... Tomara que seus descendentes nascam com má formação congênita por 5 gerações seu bubblegum do caralho!

quarta-feira, março 16, 2005

One fine day...

Hum... hoje foi um dia bem do jeito que eu gosto... Começou uma merda e acabou super bem... Começou meio deprêzão, acordei só meio-dia, tive que ir no banco, cigarro acabando... Depois tive que ir pra faculdade maior cedo, quatro e meia eu ja cheguei pq era meu rodizio... Pronto pra ficar morgando até dar o horário da aula, entrei na faculdade meio desanimado... Quando estou atravessando a entrada principal encontro o Almir que também acabou chagando super cedo... Acabei tendo uma tarde divertida, conversando por horas sobre mulheres, sobre a vida e sobre as coisas que só acontecem com o Almir, como derrubar toda a vitamina em cima da mina que ele finalmente tomou coragem de chamar pra conversar, ou ser assaltado todo dia... Depois tive aula, entendi tudo, tive trabalho em dupla com uma mina muito firmeza da minha sala, então foi divertido pq deu pra conversar sobre coisas divertidas mais uma vez, fizemos um trabalho a pampa... O único porém fica pro preço ridículo de 12 centavos por cópia na xerox da faculdade... No fim das contas, no caminho de volta pra casa já não era tão irritante o fato de eu ter bebido cerveja e perdido aula na segunda feira, de a minha mae ter batido meu carro no fim de semana e ele estar fazendo barulhos estranhos, e de eu ter gastado dinheiro na merda do mc donalds no caminho de volta da gravação do clip do rock rocket.
- A cerveja eu já mijei, não mudou minha vida e eu continuo nada interessado em beber porra nenhuma atualmente... Então, levando em consideração que sexta eu saí com a Rully, o irmão dela e o Almir pra tomar Coca-Cola no bar do lado do Outs, e que na segunda eu joguei sinuca tomando soda, não foi assim o fim do mundo tomar uma cervejinha..
- O carro eu inevitavelmente conserto, e levando em consideração que pouco tempo atrás eu fiz muito pior não é tão grave assim...
- O mc donalds foi ridiculo mesmo... É foda pagar o dobro do que vc pagaria por um x-salada delicioso em qualquer muquifo por um lanche horrível como os do mc donalds, mas, levando em consideração que eu queria comer 2 quarteirões há uns 4 meses até que não foi tão grave...
Boa noite!

terça-feira, março 15, 2005

Uhhhhhhhh...

Droga, ontem foi tudo errado... duh... Foi mó legal, mas eu fiz tudo do jeito errado... Pelo menos eu e a Marie nos divertimos a valer na gravção do clipe... Só que eu abri uma excessão na minha abstinência alcoólica... Nem tava a fim de beber na verdade, eu e a marie já tinhamos jogado sinuca regada a soda limonada e tavamos a pampa... Só que na hora da figuração colocaram um cerveja inteira, geladinha na nossa frente e muito que TINHAMOS QUE TOMAR um pouco, né? Bom, uma excessão não mata ninguém e tal, mas acho que eu preferia não ter bebido... Tava preferindo a rotina de numa sexta feira ir pra faculdade as duas da tarde agilizar uns trabalhos e fazer resumos, não de numa segunda feira perder aula e beber cerveja... Pelo menos foi uma coisa de uma vez só... Acho que o desgosto está em ter perdido a aula... Bom, que se foda tmbm... Ok, post desnecessário...

segunda-feira, março 14, 2005

buuuuuuuurp


Bom... As fotos são da gravação do novo clipe do rock rocket (sim, eles são marinheiros)... Que ganhe dinheiro... De qq forma, tanto eu quanto a Marie abrimos mão de nossas abstinências alcoólicas já que tinha cerveja dando sopa... Bom, no fim das contas foi maior legal, mas eu perdi aula, o que não foi legal... Hum... essa semana não tem sido m uito fácil... oh, welll...

Go with the flow...

Uhm... Maior correndo hoje... Droga... Uhm, hoje é meu aniversário de 2 semanas e 2 dias sem beber! Eu sou o cara... Bom, voando, ainda tem a gravação do clipe do Rock Rocket mais tarde, tenho médico e que encontrar a Marie antes... Depois faculdade... E deve ter mais coisas, mas provavelmente não vou lembrar até ser tarde demais... Oh, well...
Ah, e eu adoro Queens Of The Stone Age! Muito muito!

Go With The Flow (by the QOTSA)

She said "i'll throw myself away,
They're just photos after all"
I can't make you hang around.
I can't wash you off my skin.
Outside the frame, is what we're leaving out
You won't remember anyway
I can go with the flow
Don't say it doesn't matter (with the flow) matter anymore
I can go with the flow (I can go)
Do you believe it in your head?
It's so safe to play along
Little soldiers in a row
Falling in and out of love
Something sweet to throw away.
I want something good to die for
To make it beautiful to live.
I want a new mistake, lose is more than hesitate.
Do you believe it in your head?
I can go with the flow
Don't say it doesn't matter (with the flow) matter anymore
I can go with the flow (I can go)
Do you believe it in your head? X3

quinta-feira, março 10, 2005

Flash


Filminho mó legal em flash AQUI

quarta-feira, março 09, 2005

A cartilagem nasal do Diego...


Ontem eu liguei pro diego. Ou ele me ligou. Não lembro bem... Papo vai vapo vem eu pergunto como o diego está administrando a vida junkie dele. "Pô, tem alguma coisa errada, eu respiro e vem um puta cheiro de podridão insuportável." Aí, eu que adoro me meter nos sintomas dos outros começei a teorizar que só podia ser uma coisa. Um pedaço de cartilagem que morreu e se soltou ficou preso dentro da narina e estava apodrecendo lá dentro, que era bom ele correr para um médico e principalmente não fazer merda até então. Hoje, no jornal que passa meio dia na globo rolou maior geral na cracolândia e dois busões levaram cento e não sei quantos suspeitos pra sede da polícia federal. Entre esses suspeitos estavam uns nigerianos. Os mesmos nigerianos que ficam espalhados por uma rua perto da avenida Ipiranga onde volta e meia a gente ia tomar uma cervejinha... Liguei correndo pro diego pra ele assistir. Aí o diego me conta: "Ontem eu fui levar meu irmãozinho na escola e dei uma assoada mais forte na rua pra ver se saía... Aí caiu um lance amarelo. Fui olhar de perto pra ver o que era e era um milho podre."

Sim! o cara tinha um milho podre dentro do nariz!!!

Um milho podre!!!!!!!

Corre mais, corre mais!

Uhm, consegui decidir por um tese pra fazer o fichamento pro dia 24... Pô, alguém ja reparou como tem tese inútil na área de psicologia... Pelomenos as teses da São Marcos, meu deus... Um assunto mais sem graça que o outro... Eu sou um cara de interesses relativamente ecléticos, e mesmo assim fiquei horas revirando teses sem achar nada de meu interesse... Quando deu no saco e eu decidi que ia pegar uma a esmo já que não surgia nada de interessante me deparei com uma muito legal, feita em 2000. O título da tese é "Desemprego e Subjetividade: Um estudo sobre Programas de Demissão Voluntária" e ela é maior fodona... Já li metade e é muito boa... Quando fizer o fichamento eu colo aqui no blog... ok...

terça-feira, março 08, 2005

Ao invés de ficar reclamando...

Bom, nada me deixa mais puto do que quando o fotolog fica dando pau... Pô, maior saco escrever 4 linhas e perdê-las pra sempre por causa de uma porra de um site mal planejado... Agora quando o Blogger me faz perder muitas, mas muits linhas que eu sei que nunca mais vou ter saco de escrever de novo, aí sim eu tenho um ataque de ódio... De ficar tremendo de raiva... Bom, basicamente tinha escrito novas resoluções pra esse ano novo que está começando agora (longa história, mas como o blogger engoliu ninguem nunca vai saber... Bom, as resoluções um dia eu acabo colocando, provavelmente quando elas forem sendo atingidas. O que me irrita é que esses produtos gratuitos da internet são todos uma merda (principalmente o fotolog.net), cheios de falhas e você não pode reclamar, afinal de contas não está pagando nada... Uma caralha que eu não posso reclamar... Essas porras não são gratuitas porra nenhuma. Os caras ganham rios de dinheiro fazendo essas porras, graças aos patriocinadores, que pagam devido a pessoas como eu ou você ficarmos horas escrevendo ou lendo blogs, ou postando e vendo fotinhas. Na vedade nem há muito o que reclamar sobre o blogger. É um dos serviços mais estáveis da internet e eu devo ter perdido uns 5 posts com ele desde 2002... Agora, convenhamos que os "coitadinhos" endividados do fotolog.net são uns filhos dumas putas... Bom, independentemente disso, postei agora só pra comentar que voltei então a usar o w.bloggar que é uma interface pra você postar que facilita muito na hora de fazer o layout do texto e principalmente garante que você não vai perder a porra do post depois de um tempão escrevendo... Funciona que é uma maravilha e é super levinho e fácil de instalar... Eu recomendo pra todos blogueiros que não tem o que fazer da vida!

Ah, e feliz dia da mulher, apesar de ser uma put data hipócrita...

CARALHO!!!!!!

MERDA DE BLOGER FILHO DE UMA PUTA DO CARALHO! Uma hora escrevendo um post gigante e essa bosta fode tudo! MERDA! porra! FILHO DA PUTA! EU ODEIO O BLOGGER e espero que a mão do programador dessa joça morra de metástase! PUTA QUE PARIU! FILHO DA PUTA! DESGRAÇADO!!!!!!!!!!!!! CARALHO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

QUE ÓDIO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

TOMÁ NO CU!

Jizuiz

O Sergião, não o Serjão, o Sergião há algum tempo tomou rumo na vida, tá namorando, num usa droga, só bebe vodka, nada de cerveja... Pra chegar nisso ele usou um livro do N.A. que o Valente emprestou pra ele. O problema é que, pra quem não sabe, esses livros geralmente são cheios de referências a deus e "forças superiores", bla bla bla... Pois bem: Agora eu tenho que ouvir "fica com deus" quando falo tchau, mas ainda assim são impagáveis os momentos proporcionados pela cristianização do rapaz... Outro dia o Sergio tomou altas decisões e fez resoluções importantes e veio aqui pra casa contar... Papo vai papo vem ele lança: "Eu tou muito louco de Jesus!"...
Eu num tou muito louco de Jesus, na verdade passo o dia reclamando com o Sergio que isso é muito chato e que ninguém quer ouvir o quanto Jesus é maravilhoso (ao menos eu) mas temos que admitir que pra dar rumo na via do rapaz serviu!
Aleluia irmãos!

domingo, março 06, 2005

Ouvindo Coisas

A gora eu tenho mais um blog: Ouvindo Coisas, é sobre música e começa com The Clash! YEAH!

sábado, março 05, 2005

Uma semana inteirinha

Pô, uma semana sem encostar uma gota de álcool na minha boca... Maior legal... Na verdade nem tem sido difícil ou penos... Qdo dá vontade é tipo aquelas vontades de Dunkin' Donuts... Pessoas já chamaram pra tomar umas e eu nem aí... Alias, uma mina se ofereceu a pagar um refrigerante pra mim, heheheheh... Iso foi meio que engraçado, heheheheh... A Rully parou de beber junto, então já facilita... Fora isso a facu ta mto legal... Aos poucos conhecendo as pessoas da minha sala, a Maíra, que eu já conhecia nos tempos de punk e que atendia pela alcunha de "comuna", deixou eu entrar nos grupos dela, então a angústia da falta de grupos passou... E tá tuo indo bem... Tirando que eu tenho que fazer o fichamento de uma tese que eu escolher pro dia 24; o mesmo dia que tem a prova de práticas em psicologia... Mas tá indo, tudo numa boa...
Amanhã a tarde pretendo ligar pro Rodrigo pra ver se a gente sai pra botar as fofocas em dia... É isso ae, tá tudo bem e eu nem mereço, heheheheh!

Uhmmmmmmm...

The Dante's Inferno Test has banished you to the Seventh Level of Hell!
Here is how you matched up against all the levels:
LevelScore
Purgatory (Repenting Believers)Very Low
Level 1 - Limbo (Virtuous Non-Believers)Low
Level 2 (Lustful)Very High
Level 3 (Gluttonous)Low
Level 4 (Prodigal and Avaricious)Very Low
Level 5 (Wrathful and Gloomy)Very High
Level 6 - The City of Dis (Heretics)Very High
Level 7 (Violent)Extreme
Level 8- the Malebolge (Fraudulent, Malicious, Panderers)High
Level 9 - Cocytus (Treacherous)High

Take the Dante's Divine Comedy Inferno Test

Everything Sux (by the descendents)

Got up this morning to make some coffee
Everything sucks today
Prayed someone hired a hitman to off me
Everything sucks today

Got up on the wrong side of life this morning
Nothing today is gonna go my way
Horoscope told me lies this morning
I don't think anything is gonna be okay
Today
Everything sucks today

Right girl didn't call and the wrong one's
Knockin
Everything sucks today
Flat tire on my car so I guess I'm walkin
Everything sucks today

Taxman came and took my money
Now all my other bills are gonna be late
My girlfriends movin in this morning
I don't think anything is gonna be okay
Today
Everything suck today

Got up on the wrong side
of life this morning
Nothing today is gonna go my way
Horoscope told me lies this morning
I don't think anything is gonna be okay
Today
Everything sucks today

sexta-feira, março 04, 2005

X-tudo



Diálogo antes do X-tudo, 5:00 am:
- Rully, tá com fome?
- Não...
- Então vou fazer algo pra mim
- Tá!

Uhm... X-tudo... eu sou profissional de fazer X-tudo... Corta o pão, frita o hamburguer (tampando a frigideira com uma tampa de panela), vira o hamburguer, põe o queijo em cima, depois o presunto, frita um lado, depois o outro com queijo por cima, depois frita o ovo, impressindivelmente com tampa em cima, vira o ovo, corta rodelas de tomate, põe catchup, mostarda e pimenta... Uhhhhhhhhhhm...

Diálogo depois de fazer X-tudo, 5:15 am:
- Quer um teco?
- Ah, eu quero!
- Porra, `cê comeu metade do meu X-tudo, pq vc não falou que tava com fome?
- Ah, é que é gula!

Mulheres...

quinta-feira, março 03, 2005

You can murder the rebel, but not the rebellion!


Carlo Giuliani, 20 de julho, 2001, depois de ser alvejado na cabeça pela polícia e atropelado duas vezes por uma Land Rover militar em Genova. Carlo era um ativista anti-globalização de apenas 23 anos. Todas as acusações contra o policial que efetuou os disparos foram arquivadas.

You Can Kill The Protester, But You Can't Kill The Protest (by anti-flag)

You can spoon my eyes out,
but I can still see through you
Slice my ears from my head,
but you can not shut out the sounds of truth

Lock off each sound at the wrist so I can't raise my fist!

you can kill the protestor (can't kill)
you can't kill the protest
you can murder the rebel (murder)
you can't murder the rebellion

Sawed my feet at the ankles,
but i wasnt going to run
Grabbed my face,
sliced off my tongue

Lock off each hand at the wrist, so I can't raise my fist!

you can kill the protestor (can't kill)
you can't kill the protest
you can murder the rebel (murder)
you can't murder the rebellion

LYING STILL NOW,
NO WAY TO SPEAK.
NOTHING TO FEAR,

BULLETS CAN'T SILENCE IDEAS.

you can kill the protestor (can't kill)
you can't kill the protest
you can murder the rebel (murder)
you can't murder the rebellion
the rebellion
the rebellion



CARLO GIULIANI (by conflict)

Carlo lives in everyone
Who with or without reason is
Finally starting kicking back.
That will not back down, can't take it
As mother earth begins to crack

Carlo aint the only son
that's life has been extinguished as
They engage in civil war.
A fearful glance into their future
Where robots enforce law - therefore

Anarchist armies rampage
Running battles commonplace.
Victorious in battle
Delivering a fine taste
Of what it feels like to be beaten, battered
Buggered right up the arse
Credited with no value
Worthless to set tasks.

A mother's heart's rebroken
As they punish all statements of defiance
Her wasted wombwork, his hard labour
Their currency of death means silence
Of all who beg for half a chance to
Offer something new, or old or right or wrong.
Oh whatever, a different point of view.

Carlo gasps a final breath
That nails down our voice
Opinions that would be otherwise forgot
A landmark, confirmation of what they
Will do and we will not.

Carlo stops.
Thousands of new hearts now beat in unison,
As one.
Two, three, four, more, more, more, then more and more.
This fight has only just begun.

Begun! Begin! Forgive! Give in!
Suicide - the ultimate sin
What once seemed unacceptable
Needs considering, lets be blunt.
Do we accept murder within our ranks?
Should we fight with fists when
They use guns, planes, bombs and tanks?
Do we plead then beg forgiveness?
As their concrete paves our way
As they chop down our Sherwood Forest

Their bullets murder love with hate
Do they forgive and forget those terrorist whores
Do they bollocks. ' come on' war.

Bush rubs Tony's warhead shoves it down the starvings throat
They screw the planet up the shitter
As human nature chokes
On their fossil fuelled cum
That leaves a bad taste in our mouth.
Christ, it is getting kind of hot now
As east meets west and North's gone south.

Seasons without reasons merging pitifully into one
Extinctions the prediction, radiation from the sun.
Filth pours from what once was beauty
Now darkened angry skies
Rivers rage and burst their banks, nothing will survive.
New sea view homes on city streets
Atomic tests, earthquakes, the heat.
The ice caps melting into blood
Burning mudslides from above.
Fire engulfs, earth caves in, grinding sorely to a halt.
Helpless, demoralised, destroyed, game over.

This notice served on the insane
Sections, condemns, reclaims.
This message commits those silent
To rise up, this time with violence?
Make sure the more they kill, the stronger our will
To finally right your wrongs, one love, this song.
Yeah what's done is done, but you expect the same.
C.A.R.L.O. you will remember that name.

quarta-feira, março 02, 2005

Às vezes...


Às vezes, quando o sol começa a nascer, eu fico me perguntando se existe um por que de eu sempre ficar acordado até tão tarde que o tarde vira cedo... Eu levanto, vou até a janela, vejo as pessoas andando, meio apressadas, talvez preocupadas em pegar o ônibus que vai passar lotado, vejo as lojinhas da minha rua abrindo, acendo um hollywood laranja, dou um trago, sento no sofá de novo, troco de cd no winamp, os olhos já estão pesados, a televisão continua ligada sem volume, penso nas coisas por fazer... Penso em tudo que eu já devia ter feito e que eu sei, no fundo, que eu nunca vou fazer. Dou mais uns tragos. Os olhos vão ficando + pesados. Aparentemente todo mundo precisa de escuridão pra ter sono. Eu preciso da luz do dia. Aumento um pouco o som, pulo essa ou aquela música. Lembro sempre tarde demais que eu devia ter carregado o celular... E o carregador nunca funciona. Apago o cigarro pela metade. Penso mais uma vez nas coisas por fazer. Apago a luz q já não serve mais pra nada, me encolho no sofá e durmo. Como sempre...

Tones Of Home (Blind Melon)

What do you think they would say
If I stood up and I walked away
Nobody here really understand me
and so I'll wave goodbye I'm fine, I'm fine
Tones of home
said you don't like the way I'm living
you don't like me
Tones of home, tones of home
And so I'll wave goodbye.
I'm flyin' I'm flyin' home

And I always thought this would be
the land of milk and honey
Oh but I came to find out that it's
all hate and money
And there's a canopy of greed holding me down.

Tones of home
said you don't like the way I'm living
you don't like me
Tones of home, tones of home
And so I'll wave goodbye.
I'm flyin' I'm flyin' home

See I'm so High to you, so I'll fade away
I said your on your own
Your Mom and Daddy said , that your
sister said, and your brothers saying
Everybody is saying Everybody, is
saying I, eye God I gotta go!
All my friends patronize me and
They say YO Hey Boy! Have you
found what your looking for.
It seems they don't really know me cause it's here
and its what they can't see.

Tones of home
said you don't like the way I'm living
you don't like me
Tones of home, tones of home
And so I'll wave goodbye.
I'm flyin' I'm flyin' home

Corre!

Pô, pensando bem não tá tãaaaaaaaaao fácil assim a faculdade... Estou meio atrasadão em relação as coisas que eu já deveria ter feito e lido... Tá foda de descobrir todos os textos que eu perdi, e ainda não fui atrás de um grupo pra um trabalho de semestre inteiro... Oh fuck, eu sou tão desorganizado que as vezes eu me assusto comigo mesmo... Mas tudo bem, acho que em uma ou duas semanas eu vou ter lido todos os textos e resolvido todos os atrasos... O lado bom é que eu tou acompanhando as aulas sem dificuldades, entendendo tudo numa boa... E o que é melhor: Não saí no meio da aula nem 1 vez sequer desde que começei... Aliás, minto: Saí uma, mas foi pra tirar xerox de um texto... fora isso tá firmeza... De qualquer forma a sala é mó legal, ainda não conheci muita gente conversei com umas tres pessoas simpáticas, nada demais... Mas a sala é divertida, num tem MUITA conversa paralela, e as tiradas são engraçadas... Ok, que post desnecessário...

Raw Power (the stooges)

Dance to the beat
Of the living dead
Lose sleep baby
And stay away from bed
Raw power is sure to come
a runnin' to you

If you're alone
And you got the shakes
So am I baby
And I got what it takes
Raw power will surely come
Running to you

Raw power got a healin' hand
Raw power can destroy a man
Raw power is more than soul
It's got a son called rock and roll
Raw power honey just won't quit
Raw power I can feel it
Raw power baby can't be beat
Poppin' eyes and flashin' feet

Everybody's always tryin to tell me
What to do
Don't you try
Don 't you try to tell me what to do

Look in the eye
Of the savage girl
Fall deep in love
In the underworld
Raw power is sure to come
Runnin' to you

If you're alone
And you got the fear
So am I baby
Let's move on out of here
Raw power is sure to come
A runnin' to you

Raw power got a magic touch
Raw power is much too much
Happiness is guaranteed
It was made for you and me
Raw power honey just won't quit
Raw power I can feel it
Raw power honey can't be beat
Get down and kiss my feet

Raw power's got no place to go
Raw power honey it don't want to know
Raw power is a guaranteed OD
Raw power is laughin' at you and me
And this is what I want to know
Can you feel it?
Can you feel it?
Can you feel it?
Can you feel it?
Raw power
Can you feel it?

terça-feira, março 01, 2005

Some old shit...

Então, lembrei que eu tinha feito uma série de resoluções no meu antigo blog lá pro meio de 2004... Como já faz um tempo desde o meio do ano passado eu achei que talvez fosse hora de checar como andam as coisas e até que fiquei surpreso... Bom, vejamos:

- Parar de fumar: É, num deu essa... Tentei, tentei e tentei, mas é maior difícil... Por enquanto estou aceitando o fato de que cigarro é um dos hábitos mais difíceis de se largar... Entre o post e hoje acho que parei umas boas 5 vezes, por períodos q variaram entre 1 dia (aliás eu fiquei sem fumar das 2 da manhã de ontem até as 6 da tarde de hoje, sendo que eu só dormi 5 horas...) e uma semana e meia. É muito difícil, é fato, mas eu, como sou um cabeça dura me recuso a admitir derrota tão fácil... Ainda vou parar de fumar, mas, sem dúvida, deixou de ser uma prioridade...

- Beber socialmente: O grande azarão da lista... Eu não acreditava muito que eu conseguiria simplesmente diminuir a quantidade de bebida que eu ingeria... Com o tempo eu já havia me tornado um alcoólatra e era simplesmente impossível pensar diversão sem relacionar com álcool... Logo após a resolução, na verdade eu começei a enfiar mais o pé na jaca... O tempo que eu estava ficando com a Xu por exemplo a gente acordava bêbado, passava o dia bêbado e ia dormir... Bom, na verdade eu mais que ela... Esse fim/começo de ano eu até ouvi algo muito engraçado dela qdo ela veio de férias dos eua... "O seu problema é que você prefere cair de bêbado a fazer sexo"... Quando um cara deixa de fazer coisas divertidissimas o tanto quanto ele poderia pra dividir esse tempo com porres homéricos é pq tem algo errado... O tempo foi passando, os porres piorando, até que eu decidi que de fato era hora de dar uma diminuída forte... E deu certo, por incrível que pareça... Com o tempo sumiu a necessidade de ficar de porre todo dia, depois a necessidade de beber todo dia, e quando eu menos esperava eu estava ficando bêbado só as quintas ou sextas... E eram bebedeiras diferentes... Tudo bem, eu consegui ficar bem bêbado umas 4 vezes a ponto de passar por um completo idiota, e um monte de gente presenciou... Mas, sim, é diferente... No último porre eu passei dos limites... A ponto de ter alucinações... Alucinações ridículas, mas alucinações... Uma das últimas coisas desse último porre que foi na sexta a Rully estava me seguindo no carro de trás, eu entrei numa briga, desci do carro e, hora que voltei não encontrei a rully dentro do meu carro (seria pq ela estava no outro carro?) e saí fora, deixando ela entendendo nada... Sim, eu estava conversando com alguém que não estava dentro do carro o caminho todo... MEDO! Depois disso, resolvi cortar o álcool de vez, pelo menos por uns meses... Mas essa não é nem a questão... isso já é um extra, já que a decisão inicial era de beber moderadamente e isso, meus amigos, eu consegui!

- Arranjar um trampo decente: Ok, esse eu perdi tmbm... Num arranjei um trampo decente e nem sei o quanto eu posso dizer que procurei de verdade... Porém agora, na faculdade, cursando o terceiro ano, que é quando começam a chamar pra estágios a coisa provavelmente vai melhorar... Se bem q eu prefiro um não-estágio, mas aí também já é querer demais.

- Começar uma faculdade: Duplamente bem sucedido nessa... Já estou cursando psicologia de novo, estou me dando maior bem, entendendo tudo e me interessando... Acho que antes eu não estava muito num momento "estudante" e tmbm não estava muito motivado pra estudar... Alguém quer motivação? É simples: fica um ano e meio fazendo porra nenhuma, se entediando até não poder mais... Além disso tudo vou fazer, ao mesmo tempo, design gráfico na Panamericana... A pampa...

- Economizar na balada: Tinha estabelecido gastar uns 20 reais no máximo por balada, até pq eu tava gastando 200 contos por fim de semana na época dessa resolução... E... uhm... errrrrr... Consegui... Não vou dizer que estou gastando 20 paus por balada, mas acho que não tem passado muito disso nem fodendo... E muitas vezes não chega nem nisso... Fazendo uma média acho que costumo gastar uns 15 ou 20 contos por balada... E é mó bom...

Moral da história: 3 de 5 baby... Mais perto da vitória que da derrota... :)